Proteção e cura??? Use plantas!!!

Quem não ouviu falar que, uma determinada planta morreu ou murchou após uma visita de pessoa invejosa em sua casa? ou: “estava com uma dor de cabeça horrível, tomei um chá de hortelã e foi tiro-e-queda?”. Com certeza todos nós temos histórias parecidas para contar… Alguns acreditam, outros nem tanto…

Há milênios o homem utiliza as plantas e ervas como fonte de cura e bem-estar. Os Gregos utilizavam ervas e óleos aromáticos, convencidos que somente os deuses poderiam ter criado aromas tão profundos e que isso os levariam a alcançar o Olimpo e obter proteção, força, cura e beleza. As tribos indígenas sempre souberam como retirar ” todo esse poder” em seus rituais. Para a ciência, ainda é um mistério compreender  esse poder místico, mas sabe que algumas ervas podem ser benéficas a saúde.

Conheça aqui algumas plantas e ervas que protegem, curam e embelezam:

Alecrim: (Rosmarinus officinalis)

          O nome científico Rosmarinus do latim significa “orvalho que vem do mar”, por ter flores azuladas que inundam as praias do Mediterrâneo, lembrando orvalho.

     Usado como amuleto contra mau olhado, purifica e aumenta a auto-estima. Pela reputação de estimular a memória, conta-se que estudantes gregos usavam ramos de alecrim no cabelo, quando submetidos a exames.

O Alecrim para os romanos simbolizava o amor e a morte. Para os gregos; símbolo da imortalidade. Para os místicos; protege, traz ânimo, mantém a mente aberta e purifica a alma. Antigamente queimavam-se caules de alecrim nos quartos de doentes em hospitais para purificação do ar.

Propriedades medicinais: para asma, reumatismo, eczemas, contusões, anti-séptico bucal, cicatrizante de feridas e tumores e para os cabelos, fonte de brilho.

Alho: (Allium sativum L.)

        Extremamente protetor, tanto para a saúde até para o mau olhado. O alho tem origem a cerca de 6.000 anos, ou até mais, pois se analisarmos a visão maometana de Satã sendo expulso do Paraíso, com cebolas a brotar da pegada direita e alho da esquerda….com certeza bem mais que 6.000 anos.

Para todas as culturas o alho era um elemento quase tão essencial quanto o sal. Apesar da rejeição das classes mais altas, em razão do seu odor. Foi chamado de “Cânfora dos pobres”, ingrediente essencial na alimentação dos escravos e operários para que não adoecessem. Utilizado também pelos egípcios como parte da mumificação dos mortos, com poderes de conservação e para afastar espíritos malignos.

Tanto na antiguidade como nos dias atuais o alho ainda é usado para proteger os vulneráveis do mau-olhado, virgens, recém-nascidos, casais de noivos.

Propriedades medicinais são vastas, diminui a hipertensão, reduz o colesterol, previne tipos de câncer, previne e combate infecções, ação antiviróticas e bactericidas e a mais conhecida de todas previne resfriados e gripes.

Arruda: (Ruta graveolens)

         A arruda possui diversas indicações medicinais para uso externo, mas ela é mais conhecida por proteger contra o mau-olhado e outras vibrações negativas. Quando Londres foi atacada pela peste, milhares de pessoas morriam por semana e tinham suas casas marcadas com uma cruz vermelha.  Alguns ladrões não se intimidavam com o aviso, e entravam para roubar, não sendo atingidos pela peste, pois estavam protegidos por um milagroso vinagre anti-séptico, do qual um dos seus principais ingredientes era a arruda. Esse vinagre ficou conhecido como o vinagre dos quatro ladrões.

Segundo crenças, deve ser usado um galho de folhas por cima de uma orelha ou um vasinho dentro ou fora de casa para repelir maus fluídos. Tomar um banho com esta planta, combate todos os tipos de mau-olhado, pois sempre foi associada à proteção contra bruxas, espantando o quebrante.

Endro: (Anethum graveolens)

        Planta herbácea anual muito utilizada como condimento e na medicina popular. Como planta protetora, afasta pensamentos negativos desde que se use um saquinho de sementes próximo ao coração. Usada também em feitiços de amor. Quando pendurados alguns ramos nas janelas e portas de casas ou em quarto de bebês serve de proteção contra todo o mau-olhado.

 Comigo-ninguém-pode: (Dieffenbachia sp.)

        Seu nome popular diz tudo! Todas as partes desta planta são altamente tóxicas. Bela por fora, mas muito perigosa por dentro.

        Acredita-se que quando cultivada junto à porta de entrada da casa, torna-se um escudo, absorvendo as energias negativas de pessoas mau- intencionadas, transformando o mau-olhado e inveja em prosperidade. Seu poder aumenta quando plantada junto com a espada-de-são-jorge. Mas é bom ter cuidado ao manuseá-la, principalmente em casas onde tenham crianças, pois segundo alerta da Sociedade Brasileira de Dermatologia, o oxalato de cálcio  encontrado na planta pode causar, se ingerido, edema na garganta levando a asfixia e em alguns casos até a morte.

Espada-de-são-jorge (Sansevieria trifasciata)

       É sem dúvida uma das plantas mais potentes no quesito de absorver e cortar energias negativas, dizem os entendidos que quando uma espada seca, a “coisa” está muito feia.

     Protege e corta o mau-olhado e inveja, em estabelecimentos comerciais, garante bons negócios. Ao cortar as energias negativas, ela atrai coragem e prosperidade ao lar. Alguns dizem que espanta os maus espíritos.

 

Árvore da felicidade ( Polyscias fruticosa – Fêmea) (Polyscias guilfoylei – macho)

         Existem duas espécies diferentes do mesmo gênero e ambas pertencem à família das araliáceas. Uma é macho e outra fêmea. Segundo tradição oriental precisam ser plantadas juntas, no mesmo vaso, para trazerem sorte e felicidade a quem cultiva. Outro fato interessante é que precisamos receber de presente as mudinhas. Catalisa energias positivas e traz fortuna a seu dono.  Ótima dica de presente.

Guiné ( Petiveria alliacea)

        É uma planta medicinal, muito usada contra a falta de memória, reumatismo, o pó da raiz ameniza dor de dente e em gargarejos para dor de garganta. Uso externo, pois é tóxica.

        Na crendice popular, plantada junto com a arruda, a guiné funciona como “antena” que captaria as más vibrações, deixando a sua parceira, arruda, neutralizar as energias negativas com seu poder desinfectante.

Pimenteira (Capsicum sp.)

        Condimento para a gastronomia, com sabor picante e ardido, a pimenteira serve também para afastar energias negativas do ambiente. É uma planta de vibração estimulante, afrodisíaca, tonificante e atrai boas energias para o amor.

Além de todos esses atributos, trás ao ambiente um colorido com seus frutos que vão do amarelo ao vermelho.

Manjericão (Ocimum basilicum)

         Rica em vitamina A, B e C e minerais, essa planta é muito utilizada na gastronomia e vai mais além, excelente hidratante de cabelos e pele, auxilia na boa circulação, dores reumáticas, tosse e resfriados, ajuda na digestão, afasta fadiga e dá uma excelente pomada antibacteriana.

É a erva das fábulas, oriundo das Índias, o manjericão é venerado como planta imbuída de essência divina (consagrada a Krishna e Vishnu), por isso os indianos faziam seus juramentos em tribunal sobre a planta. Também colocado um ramo no peito dos mortos, o qual serviria de passaporte para o paraíso. Algumas igrejas ortodoxas o utilizam no preparo da água benta, por ser encontrada em volta do túmulo de Cristo.

Em Creta, o manjericão simbolizava o amor banhado com lágrimas e na Itália é usado como prova de amor e fidelidade. No Haiti, acompanha a deusa pagã Erzulie, como uma poderosa proteção, no México, as camponesas usam um ramo no bolso para atraírem os olhares de algum eventual apaixonado.

         Na crendice popular simboliza a prosperidade, abundância e boa sorte!

Hortelã (Mentha peperita)

         Planta herbácea, rizomatosa, com porte erecto e com flores pequenas de cor malva ou violeta. Seu uso é amplo, no jardim afasta pulgões; na culinária, tempera  doces e salgados; na cosmética usada no rejuvenescimento e clareamento de pele, contra o mau hálito e para banhos estimulantes; em receitas medicinais; para  resfriados, gripes e dores de cabeça. Para boa digestão. Macerada, em picadas de insetos .

Mas a quem a use para atrair saúde, pois fortalece a autoconfiança, dá proteção, dissolve pensamentos negativos, medo e egoísmo. Atraí dinheiro, amizade e amor, acredita-se que é afrodisíaca.

Enfim, a lista é infinita de plantas com particularidades de cura e proteção. Nos próximos, vamos conhecer outras espécies. Mas não caia na tentação de obter um “mix”  destas plantas em vasinhos como são vendidos nos comércios locais, jamais dá certo, pois a necessidade de luz, água e substrato de cada espécie difere entre-elas.

Então, já fez sua escolha?

Superstição, placebo ou não, vale apena ter plantas em casa, se não proteger ou curar, no mínimo embelezam o ambiente!!!!

Voce também vai gostar de ver:

Sobre Clarice Kroeff Bergesch

Técnica em Paisagismo e Gestão Ambiental, formada pela Escola de Paisagismo/SP e Escola Técnica Bom Pastor/RS, atuante na área há mais de 10 anos. Possui formação multidisciplinar que abrange profundo conhecimento na área de Agronomia, Arquitetura, Botânica, Legislação Ambiental, Desenho Técnico, Artes Plásticas entre outros. Seus conhecimentos são aprimorados e atualizados através de cursos especializados com renomados profissionais da área, feiras, eventos, fóruns e congressos, para levar aos seus clientes a melhor combinação custo/beneficio com projetos diferenciados. Supervisiona pessoalmente todos os projetos, grandes ou pequenos, trabalhando sempre com sua equipe especializada.
Esta entrada foi publicada em Plantas Místicas e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a Proteção e cura??? Use plantas!!!

  1. Bruce disse:

    You have good points there, that’s why I always check your blog, it seems that you are an expert in this field. keep up the good work, My friend recommends your site.

    My blog:
    taux credit http://www.rachatdecredit.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>